COMO PAGAR O FIES?

Entenda como funciona as etapas de pagamento do FIES durante e após os seus estudos.

DURANTE OS ESTUDOS

Durante os estudos você paga a parcela não financiada dos custos operacionais mensais exigidos no contrato e seguro prestamista no valor máximo de R$ 5 reais

APÓS A FORMATURA

Comece a pagar no primeiro mês após a conclusão do curso com a possibilidade de desconto em folha caso o estudante esteja formalmente empregado. Caso não possua renda, será quitado em prestações mensais equivalentes ao pagamento mínimo.

LONGO PRAZO PARA PAGAR

A amortização do saldo devedor poderá ser realizada no máximo em até três vezes o prazo de permanência do estudante na condição de financiado.

VEJA O CASO DO EDUARDO E ENTENDA MELHOR COMO FUNCIONA

ALUNO
EDUARDO CASTRO
CURSO DE
ADMINISTRAÇÃO
Duração: 4 anos (período noturno)
Mensalidade: R$ 596,60
Período de utilização

2018 - 2021

Durante os 4 anos do curso de Administração 100% financiado.

Não há mais taxa trimestral, o aluno deverá arcar mensalmente com os valores dos custos operacionais do programa, que será definido no contrato do FIES e parcelas do seguro prestamista

Período de Amortização

2021 - 2033

Empregado e com um bom salário, o Eduardo terá até 12 anos para concluir o pagamento do seu curso

Comece a pagar no primeiro mês após a conclusão do curso com a possibilidade de desconto em folha caso o estudante esteja formalmente empregado. Caso não possua renda, será quitado em prestações mensais equivalentes ao pagamento mínimo.

Para financiamentos inferiores a 100%, o estudante deverá realizar o pagamento das mensalidades à IES, referente as parcelas que vencerem até a data de assinatura de seu contrato FIES. Para as parcelas que vencerem após a data da assinatura do contrato, o pagamento será para o banco. A inadimplência do pagamento destes valores poderá impedir a manutenção do FIES, para o semestres seguintes após a contratação.

E AÍ, GOSTOU?

Informe os seus dados abaixo para ficar por dentro de todas as novidades do FIES

*campos de preenchimento obrigatório